Você está visualizando atualmente Caí no golpe do Pix: o que fazer?
Solucione seu caso aqui

Em meio à crescente digitalização das transações financeiras, o Pix trouxe consigo não apenas a conveniência, mas também novos desafios relacionados à segurança. Se você se encontra na situação angustiante de cair no golpe do Pix, saiba que não está sozinho.

Neste texto, vamos falar sobre os passos essenciais que você pode tomar para lidar com a situação, buscar seus direitos e minimizar os impactos financeiros decorrentes da fraude.

Continue a leitura e saiba mais!

O que é Pix?

O Pix é um sistema de pagamento instantâneo desenvolvido pelo Banco Central do Brasil.

Ele foi lançado oficialmente em novembro de 2020 e tem como objetivo facilitar as transações financeiras, proporcionando uma alternativa rápida e segura para transferências de dinheiro entre pessoas, empresas e instituições.

O Pix permite que as transações sejam realizadas a qualquer hora do dia, incluindo finais de semana e feriados, e o valor transferido é creditado em poucos segundos.

Ele é integrado diretamente às instituições financeiras, eliminando a necessidade de intermediários para a realização de pagamentos.

Para utilizar o Pix, os usuários precisam registrar suas chaves Pix, que são identificadores vinculados à conta bancária. As chaves podem ser o número do celular, e-mail, CPF ou CNPJ.

Com a chave registrada, é possível efetuar transações simplesmente informando essa chave ao invés de dados bancários completos.

Pix é seguro?

É comum surgir a dúvida “pix é seguro?” entre os brasileiros. Afinal, nós já temos uma certa experiência em situações fraudulentas ruins, quando o assunto é dinheiro.

Mas quanto ao pix você pode ficar tranquilo.

O Pix é considerado seguro e possui diversas camadas de segurança implementadas para proteger as transações financeiras como, por exemplo:

  • Criptografia;

  • Autenticação dupla;

  • Notificação em tempo real;

  • Limites claros;

  • Chave pix seguras;

  • Atualizações de segurança.

Apesar desses recursos de segurança, é fundamental que os usuários estejam cientes de práticas de segurança pessoal.

Evitar compartilhar informações sensíveis, usar senhas fortes e manter-se informado sobre golpes comuns são medidas adicionais para garantir a segurança das transações Pix.

Golpes comuns no pix e nas redes sociais

Caí no golpe do Pix: o que fazer?

Embora o Pix seja considerado um sistema seguro, é importante estar ciente de alguns tipos de fraude comuns relacionados a esse método de pagamento.

Fique atento a situações suspeitas e adote práticas de segurança para proteger suas transações. E-mails, mensagens de SMS, redes sociais e WhatsApp costumam ser locais de grande foco de fraudes.

Abaixo, separamos alguns golpes comuns no pix:

Phishing por mensagens falsas

Receber mensagens falsas por e-mail, SMS ou aplicativos de mensagens que solicitam informações pessoais ou bancárias, como senhas ou chaves Pix.

Desconfie de links suspeitos e sempre verifique a autenticidade das mensagens.

Clonagem de WhatsApp

Criminosos fingem ser representantes de uma empresa e solicitam o código de segurança do WhatsApp.

Ao dar o código, o WhatsApp da vítima é clonado e o golpista pede transferência via pix para familiares e amigos, se passando pela vítima.

Perfil falso no WhatsApp

Ainda relativo aos golpes de WhatsApp, o golpista coloca a foto da vítima em um novo número e manda mensagem para familiares e amigos falando que houve uma troca de número.

Depois disso, o golpista segue pedindo dinheiro para os contatos da vítima via pix.

Veja tudo sobre os golpes por WhatsApp.

Falsa cobrança

Receber cobranças fraudulentas por meio do Pix.

Os golpistas podem enviar cobranças falsas, muitas vezes usando pretextos convincentes para induzir a vítima a efetuar o pagamento.

Troca de chaves pix

Golpistas podem tentar trocar as chaves Pix registradas para direcionar uma transação para contas sob seu controle.

Sempre confirme qualquer alteração nas suas informações de contato.

Simulação de suporte técnico

Receber chamadas telefônicas ou mensagens de pessoas se passando por suporte técnico da instituição bancária ou do sistema Pix, solicitando informações sensíveis. Os bancos oficiais nunca pedirão senhas ou chaves Pix por telefone.

Ofertas falsas ou prêmios

Ofertas “muito boas para ser verdade”, promoções falsas ou prêmios inesperados podem ser usados como isca para obter suas informações financeiras.

Solucione seu caso aqui

Ataques de engenharia social

Os golpistas podem usar informações pessoais disponíveis publicamente para enganar as vítimas, ganhando sua confiança e, eventualmente, induzindo-as a realizar transação não autorizada.

Veja o que fazer após cair em um golpe pela internet.

Como recuperar o dinheiro do golpe do pix: Mecanismo Especial de Devolução (MED)

Recuperar o dinheiro após cair em um golpe do Pix pode ser um processo desafiador, mas há algumas etapas que você pode seguir para tentar resolver a situação.

Por meio do MED, Mecanismo Especial de Devolução, é possível reaver o dinheiro enviado pela vítima de um golpe Pix seguindo o passo a passo abaixo:

  1. Em primeiro lugar, contate imediatamente o banco. Informe-os sobre a situação, forneça todos os detalhes disponíveis;

  2. Registre um boletim de ocorrência;

  3. No ambiente pix do aplicativo do banco, vá até o link direto para registro de reclamação;

  4. O banco, nesse caso, vai usar a infraestrutura do pix para notificar a outra instituição que está recebendo a transferência. Com isso, a transação será bloqueada.

Além do boletim de ocorrência, você pode entrar em contato com órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, e relatar o golpe.

Eles podem fornecer orientações adicionais sobre seus direitos e possíveis medidas a serem tomadas.

Posso buscar a justiça?

Em casos mais complexos, pode ser útil procurar assessoria jurídica. Um advogado especializado em direito do consumidor pode orientá-lo sobre os passos legais a serem tomados para buscar a recuperação do valor perdido.

Lembre-se de que o tempo é crucial em situações como essa. Quanto mais rápido você agir, maiores são as chances de conter os danos.

Infelizmente, em alguns casos, pode ser difícil recuperar totalmente os fundos perdidos. Portanto, é fundamental adotar práticas de segurança para prevenir golpes no futuro.

O que diz a justiça?

É importante ressaltar que o Código de Defesa do Consumidor, CDC, estabelece direitos e garantias para os consumidores brasileiros.

Em casos de golpes, os consumidores têm o direito de buscar reparação por danos, bem como a responsabilização dos infratores.

Além disso, atividades criminosas, como phishing, fraude eletrônica e roubo de identidade, podem ser punidas conforme a legislação específica sobre crimes cibernéticos.

A investigação e responsabilização nesses casos geralmente envolvem a atuação de autoridades policiais especializadas.

Como buscar os seus direitos?

Buscar seus direitos após ser vítima de um golpe no Pix envolve uma série de passos e ações específicas.

Após registrar o boletim de ocorrência e contatar o banco, pode ser a hora de consultar um advogado especializado.

Um profissional pode analisar seu caso, fornecer conselhos jurídicos específicos e ajudar na busca pelos seus direitos.

Conheça a equipe Quero Meus Direitos e saiba como podemos te ajudar a garantir os seus direitos!


Solucione seu caso aqui

Deixe um comentário